terça-feira, 18 de agosto de 2015

Vencedores do prêmio MPT de Jornalismo são conhecidos

Brasília – Os grandes vencedores do Prêmio MPT de Jornalismo foram conhecidos na sexta-feira, 14 de agosto. Os trabalhos premiados apresentaram diversos assuntos relacionados ao direito trabalhista no Brasil. O principal prêmio da noite foi o da dupla de jornalistas do Zero Hora, Carlos Rollsing e Humberto Trezzi, que, além de vencerem a fase regional e nacional da categoria Webjornalismo, com a reportagem multimídia “Os novos imigrantes”, também faturaram o Prêmio Especial MPT de Jornalismo.
As jornalistas Mikaella Campos Caldas, Beatriz Lima Seixas e Viviane Carneiro foram as vencedoras do Prêmio Especial Fraudes Trabalhistas. Na reportagem, “Terceirização: trabalho desumano e abandono”, publicada no jornal A Gazeta, elas investigaram durante meses os dramas relacionados à terceirização e às irregularidades trabalhistas no Espírito Santo.
Para o procurador-geral do Trabalho, Luís Antônio Camargo de Melo, a segunda edição do Prêmio MPT de Jornalismo foi a consolidação da parceria entre o MPT e a imprensa. “É muito gratificante sermos capazes de oferecer esse espaço para que os bons trabalhos do jornalismo ajudem a divulgar nossas atividades e informar os brasileiros sobre o eterno combate às injustiças trabalhistas”, disse na cerimônia de premiação.
Confira os vencedores da segunda edição do Prêmio MPT de Jornalismo por categoria e região. Os vencedores nacionais estão destacados:
Jornal Impresso
Centro-Oeste: “Os horrores da segunda escravidão” – Correio Braziliense, Renato Alves;
Norte: “A libertação do escravo contemporâneo” – Em Tempo (Manaus), Emerson Quaresma;
Sudeste: “Tabaco: um outro lado negro” – O Globo, Flávia Milhorance (VENCEDOR NACIONAL);
Sul: “Inimigos invisíveis” – Diário Popular, Diego Queijo;
Nordeste: “Cana amarga” – Gazeta de Alagoas, Maurício Gonçalves.
Revista Impressa
Centro-Oeste: “O precariado em ascensão” – Carta Capital, Rodrigo Martins e Miguel Martins;
Norte: Sem vencedor;
Sudeste: “Escravos da bola” – Placar, Breiller Pires, Alexandre Battibugli e Renato Pizzutto (VENCEDOR NACIONAL);
Sul: “Esforço necessário” – Revista Proteção, João Guedes;
Nordeste: “Quebrando coco, construindo vidas” – Cidade Verde, Arlinda Monteiro e Caroline Silva Oliveira.
Fotojornalismo
Centro-Oeste: “Segunda escravidão” – Correio Braziliense, Marcelo Ferreira;
Norte: “Os Horizontes no Lixão” – Diário Online, Cezar Magalhães;
Sudeste: “É Justo?” – Diário do Grande ABC, Claudinei Plaza;
Sul: “Assembleia tomada e confronto levam à retirada de ‘Pacotaço’” – Gazeta do Povo, Brunno Covello (VENCEDOR NACIONAL);
Nordeste: “Bravos” – Coletivo Independente e Rep. de Rua, Jean Lopes.
Telejornalismo
Centro-Oeste: “Caminhos da Reportagem – O Ouro Branco de Araripina” – TV Brasil, Patricia Araujo;
Norte: “MPT investiga anúncio publicado em jornal” – TV Liberal, Robério Vieira;
Sudeste: “Abusos no Telemarketing” – Fantástico/TV Globo, Francisco Regueira e Renato Nogueira Neto (VENCEDOR NACIONAL);
Sul: Sem vencedor;
Nordeste: “Série Assédio Imoral: Uma jornada de humilhação” – TV Record/TV Pajuçara, Thiago Correia, Gésia Malheiros e José Pereira.
Radiojornalismo
Centro-Oeste: “Brasil – do Paraíso à Escravidão” – BandNews, Lucas Scherer, Ivan Brandão e Rodrigo Orengo e Daniel Costa Martins;
Norte: “Trabalho infantil: pais que exploram” – Rádio Rio Mar, Gecilene Sales;
Sudeste: “Más condições de trabalho dos terceirizados das plataformas da Petrobrás” – Rádio Espírito Santo, John Gomes;
Sul: “Vida Envenenada – As Muitas Faces do Amianto” – Band News FM, Helen Anacleto;
Sul: “Silêncio dos trabalhadores do campo” – Unijuí FM, Carine de Pieve;
Nordeste: “O trabalhador na berlinda: os dilemas da terceirização em Pernambuco” – Rádio Jornal, Carlos Morais, Rafael Leandro de Souza, Maria Luiza Gomes Falcão, Ismaela Iracema da Silva, Natália Hermosa Bastos e Evandro da Silva Chaves (VENCEDOR NACIONAL).
Webjornalismo
Centro-Oeste: “Entre o feminino e o masculino: transexuais e o mercado de trabalho” – Topmidia News, Tainá Jara;
Norte: “Os horizontes no lixão” – Diário Online, Hélio Granado, Ângela Bazzoni, Maycon Nunes, Augusto Cézar de Lima e Rodrigo Fiel de Sousa;
Sudeste: “Epidemia silenciosa” – O Tempo, Ana Paula Pedrosa, Queila Ariadne, Lincon Zarbietti e Mariela Guimarães;
Sul: “Os novos imigrantes” – Portal Zero Hora – Carlos Rollsing e Humberto Trezzi (VENCEDOR NACIONAL);
Nordeste: “Homofobia: discriminação profissional” – Diário do Nordeste, Nayana Siebra.
Repórter Cinematográfico
Os vencedores regionais da categoria Repórter Cinematográfico foram:
Centro-Oeste: “Caminhos da Reportagem – O Ouro Branco de Araripina” – TV Brasil, Rogério Verçoza (VENCEDOR NACIONAL);
Norte: Sem vencedor;
Sudeste: “Os trabalhadores e a crise na Petrobras” – Profissão Repórter/TV Globo, Luiz Felipe Saleh;
Sul: Sem vencedor;
Nordeste: Sem vencedor.

Universitário
Centro-Oeste: “‘Acelere, motô!’: os explorados do volante no Distrito Federal” – Medium – Agência Ceub, Jade Abreu e Júlia Campos;
Norte: Sem vencendor;
Sudeste: “Silenciados – A violência contra o jornalista no Brasil” – Universidade Anhembi Morumbi, Priscila dos Santos Pacheco, Bianca Amorim Marques Bento, Laura Rodrigues Dourado, Marcela Valente Haun, Marcos Mortari Araujo Correa, Patricia Allerberger, Renata Lima Simond e Janahina Rodrigues Sobral (VENCEDOR NACIONAL);
Sul: Sem vencedor;
Nordeste: “SST Jogadas no lixo” – Revista Caleidoscópio, Roberta Meyce.
Prêmio Especial Fraudes Trabalhistas
“Terceirização: trabalho desumano e abandono” – A Gazeta, Mikaella Campos Caldas, Beatriz Lima Seixas e Viviane Carneiro.
Prêmio Especial MPT de Jornalismo
“Os novos imigrantes” – Zero Hora, Carlos Rollsing e Humberto Trezzi.
As informações são da assessoria de imprensa do MPT.